Harmonização facial: desvendando os códigos para o rejuvenescimento

O que é a Harmonização Facial?

 

O conceito de um rosto bonito tem se modificado ao longo do tempo, com as pessoas valorizando muito mais a questão da harmonia facial do que a de um rosto com traços perfeitos. Existem vários estudos que apontam para a harmonia facial, e o mais falado deles é o estudo da "Proporção Áurea", uma fórmula matemática utilizada em vários campos, como o das artes, que atua de maneira subliminar no senso estético da pessoa que está apreciando uma obra em geral ou até mesmo um rosto em particular.

 

Perda de Volume

 

A perda do volume é um componente fundamental no processo do envelhecimento facial, considerando-se que uma pessoa jovem exibe volumes e contornos bem definidos que se combinam harmonicamente. Os fatores que contribuem para o envelhecimento facial se referem, por exemplo, à perda de gordura e à remodelação óssea.

 

Os primeiros sinais do envelhecimento facial aparecem nos olhos (ficam mais fundos) e nos sulcos do canto da boca. Em pessoas jovens, a harmonização é feita em apenas um ponto de sustentação, com os pontos aumentando com o decorrer da idade. Essa técnica foi desenvolvida para reforçar a percepção de que cada unidade estética facial (por exemplo, bochecha, queixo, lábios...) compreende subunidades que irão recriar uma arquitetura facial mais natural e desejável para nossos pacientes.

 

Como é feita a Harmonização Facial?

 

 

A partir da harmonização facial, conseguimos sistematizar os planos de tratamento e entender melhor a complexidade da face humana com reposição de ácido hialurônico em locais específicos. O ácido hialurônico é uma substância produzida pelo nosso organismo e,consequentemente, absorvida naturalmente pelo corpo. Alguns dos locais indicados para restaurar o volume e proporcionar o suporte ósseo com reposição de ácido hialurônico são:

  • Terço Médio: olheira, bochecha, arco zigomático ("top model look");

  • Terço Inferior: contorno facial, queixo.

Para fornecer correções adequadas às mudanças decorrentes do envelhecimento no rosto dos pacientes, cabe ao dermatologista planejar uma abordagem que atenda cada um com base em sua necessidade individual. Sendo assim, o belo nem sempre é simétrico, mas pode ser harmônico, ou seja, proporcional.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Siga:
Posts em destaque:

Dra. Gabrielle participa de Simpósio da de cabelos e unhas da SBD

November 3, 2019

1/10
Please reload

Posts recentes:
  • Instagram
  • Facebook
Please reload

Categorias

© 2017 desenvolvido por